polacodabarreirinha

Poesia, música, gracinhas e traquinagens

quarta-feira, julho 09, 2008




solitária multidão


sempre que eu posso
eu participo
penso em sair
mas sempre fico
nas reuniões simplifico

solitária multidão
nem cantinho
nem violão

sempre que eu posso
ando na praia
dou chinelada
rabo de arraia
mesmo que o céu
no cume caia

solitária multidão
não me distraia


thadeu, rodrigo, trindade e walmor



0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial