polacodabarreirinha

Poesia, música, gracinhas e traquinagens

sexta-feira, outubro 31, 2008

Tupan, Sérgio, Thadeu, Renato e Rodrigo em agradável convescote.


respeitável público!

hoje acordei pensando num poema
obra prima da minha vida inútil
um rosto inédito através do fútil
mas eu estava murcho, sem antena
e não pegava nem mesmo no tranco
- a alma era só uma página em branco

mas não me dei por perdedor, ah não!
“isso não vai ficar assim” - gritei!
com a cordialidade de um ok
escrevi um verso para mim então
e, nesse verso, vi que as minhas dores
são as suas, senhoras e senhores!



antonio thadeu wojciechowski



1 Comentários:

Às 01 novembro, 2008 , Blogger Voz de Eco disse...

Hj eu estou assim, com a alma em branco.
Belo.

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial