polacodabarreirinha

Poesia, música, gracinhas e traquinagens

sexta-feira, janeiro 02, 2009



o egoísta da repartição


nessa podridão cruel que chamam de mundo
cheguei sem nada, careca de pau pra fora
olhei pro céu, enchi o pulmão, berrei com tudo
quem tava em volta virou fã na mesma hora

dali pra frente, mais eu cagava do que andava
e o meu riso tinha um poder que me embevece
por minha graça um idiota desmoronava
ou se achava melhor que os outros da sua espécie

dessa lição vali-me mais do que dos livros
nem sempre o mais agradável é mais agradado
quando morrer serei lembrado entre os mais vivos
não importando o mau presente ou bem passado

assim, no dia-a-dia abuso do velho expediente:
façam mais por mim, que ainda não estou contente


chico cardoso


0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial