polacodabarreirinha

Poesia, música, gracinhas e traquinagens

quinta-feira, março 12, 2009




Minha rainha, muito obrigado!

Ontem, às 20,30 h, no teatro da Universidade Católica, aconteceram as solenidades de formatura do curso de Direito. Odeio todo tipo de pompa, mas como minha filha Paola era uma das formandas, suportei os blá-blá-blás, que aliás foram bastante econômicos, o que deu agilidade e rapidez à festa.
No teatro TUCA, completamente lotado, com gente sentada pelos corredores, dava pra sentir no ar a alegria e a satisfação dos familiares e amigos dos formandos. No meu peito, o coração velho fazia força para conter tanta emoção. Lembrei-me do nascimento da Paola, prematura de seis meses e meio e que nasceu com 890 gramas, tendo que ficar os dois primeiros meses de vida no balão de oxigênio. Lembrei-me das vezes que fui ao hospital visitá-la, acompanhado de amigos como o Marcos Prado, o Edílson Del Grossi e o Walmor Goes. Ela tinha nascido sem cabelo nas laterais da cabeça, mas como um enorme topete no topo, por isso o Marcos Prado a elegeu a rainha dos punks. E assim foi sempre tratada por todos, como uma rainha. Signo de leão, fogo e tigre, sua alegria, inteligência e força de viver, pra mim, sempre foram a mais clara demonstração de que o universo se torna cada vez melhor. Há sete anos, ela estava na equipe de punhobol que foi campeã sul-americana. Bah, e a final foi contra a Argentina em Porto Alegre. Minha baixinha era a líder da equipe e descascou las hermanas, com suas defesas impossíveis e ataque avassalador. Ontem, no encerramento das solenidades, quando chegou o grande momento que é a entrega do Prêmio Marcelino Champagnat ao melhor aluno do curso, que dá direito a uma bolsa de estudos de 2 anos para a pós-graduação, eu já me dirigia à saída, pois queria fumar antes de partir pro abraço. Mas daí os alto-falantes anunciaram o nome da premiada: PAOLA BIANCHI WOJCIECHOWSKI. Juro pra vocês, pensei que tinha chegado a minha hora de dar boa noite pro gaiteiro. Chorei, vibrei, abracei meu pai e a Catarina, que também choravam de emoção. Pensei na minha mãe, acamada, que não pode ir à colação e chorei mais ainda de tanta felicidade, pela alegria que eu sei que ela vai sentir quando souber. Pois eu, que sou Comedor de Ranho, Guardador de Vaca, Patty Faria, Porrão de Eunuco, Catulo da Paixão Paranaense, Boca do Purgatório, Saboro Nossuco, Polaco da Barreirinha, Dalton Machado Rodrigues, Nabuto Almada, Thadeu W, naquele momento só quis ser pai, o paizinho como ela me chama, o Pi, o pai da Paola.
Muito obrigado, minha filha, minha rainha! Pela emoção, pela graça de sua pessoa, pelas broncas que você me deu, pelos nossos risos férteis e fáceis, pela explosão de nossas lágrimas, pela alegria de existir, amar e sentir a poesia.


Antonio Thadeu Wojciechowski



a

12 Comentários:

Às 12 março, 2009 , Anonymous Leila Amaral disse...

Parabéns pela filha!

 
Às 12 março, 2009 , Anonymous Anônimo disse...

Ela é cheia de graça mesmo.

Beto

 
Às 12 março, 2009 , Anonymous Anônimo disse...

Viva a Paola! Tinha que ser minha prima mesmo.
Abração
Gafanhoto

 
Às 12 março, 2009 , Anonymous Anônimo disse...

viva a paola

ruga

 
Às 12 março, 2009 , Anonymous Anônimo disse...

Parabéns pra você, palmas para Paola. Advogada, mas boa pessoa... isso acontece nas melhores famílias. :-)
Centurião

 
Às 12 março, 2009 , Blogger Curitiba é um copo vazio cheio de frio disse...

Aeeeeee, Paola
Quase mata o véio de orgulho!!
Muitas alegrias nesta jornada que se inicia.
Bjo gde,

 
Às 12 março, 2009 , Blogger Flávio disse...

dá-lhe, Thadeu! parabéns!

 
Às 12 março, 2009 , Blogger ferreira disse...

Eita que essa pequena mata o véio do coração. O bixo tá que não se aguenta de tanto babar em cima das tamancas.
Hoje mesmo li que o Brasil é mais conhecido por suas dançarinas do que pelos seus juristas.
Vá lá e mostre que temos juristas bonitas e competentes.
Parabéns Paola. Um grande abraço aos orgulhosos Wojciechowski.

 
Às 13 março, 2009 , Anonymous Anônimo disse...

O Thadeu merece tudo de bom, pq sempre ajuda os outros e está sempre de bom astral.

Pamela

 
Às 13 março, 2009 , Anonymous Anônimo disse...

ô paizão, tá que tá, hein?

Hermes

 
Às 19 março, 2009 , Blogger PITA BRAGA CÔRTES disse...

Tesãum esse momento
de arrear tudo
até mesmo a poesia
e só deixar iluminado
o coraçãum de pai.
Deve ser um Phuta Pai
esse Polaco.
Melhor que a Conquista dela,
é o Merecimento Dela.
É o que sentí.

 
Às 20 março, 2009 , Blogger polacodabarreirinha disse...

Obrigado de novo, Pita.

Grande abraço.

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial