polacodabarreirinha

Poesia, música, gracinhas e traquinagens

segunda-feira, setembro 29, 2008


DIMENSÕES

Perdi meus sonhos de luar e lírios
Na cova das demências e delírios.
O que era sonho, aura e fantasia
Foi-se de não em não naquele dia.

O sol soltando seus longos suspiros
Já acordava a noite e seus vampiros.
Tu ias à minha frente, arredia
E triste; eu, também, assim seguia.

Com a cabeça pensa tu pensavas
Em mim e em quanto não querias junto
A ti, eu, nu em pêlo, pele a pele.

Com a minha tristeza nem sonhavas,
Mas viste ao veres que mudei de assunto
Que o sol fica só ao perder um L !


Guardador de Vaca

5 Comentários:

Às 29 setembro, 2008 , Anonymous Anônimo disse...

Que maravilha, poeta! Irremediavelmente vc está fadado a ser imortal!

Ângelo Steinback

 
Às 29 setembro, 2008 , Anonymous Anônimo disse...

!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

 
Às 29 setembro, 2008 , Anonymous Anônimo disse...

Belíssimo!

Ab

Maria Luíza

 
Às 29 setembro, 2008 , Anonymous Anônimo disse...

Sem comentários.

Beto

 
Às 30 setembro, 2008 , Anonymous Anônimo disse...

mestre, saudade de você. abraço forte. leprevost.

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial