polacodabarreirinha

Poesia, música, gracinhas e traquinagens

domingo, dezembro 07, 2008


Para o Dalai Lama, Saboro Nossuco nasceu por obra e graça de um espírito santo zombeteiro. E por causa desta má influência, na infância, foi um verdadeiro capeta. Matava passarinho, soltava balão, fazia malcriação com as menininhas, roubava dinheiro das capelinhas, enfim, tinha mais pecado na alma que população na china. Mas um dia, Dalai Lama não sabe exatamente quando, Saboro sentiu-se bem bonzinho. E virou um amor de pessoa. Hoje no seu modesto templo, situado na Barreirinha, faz verdadeiros milagres para sobreviver.




Poeminhas para meditação


1.

Jesus caminhava entre a multidão.
Os que viam nele um Deus
ajoelhavam-se e beijavam seus pés.
Outros, indiferentes,
levavam suas moléstias para casa.

À certa altura, sentindo calor,
Jesus sentou-se junto a uma árvore
e pediu um pouco de água.
Uma velhinha apressou-se a satisfazê-lo.
Agradecido, Jesus sorriu para ela.

A velhinha só teve olhos para olhá-lo
E no seu coração em festa
Sentiu que só nascera para refrescá-lo.



Saboro Nossuco


2.

Uma criança
entregou uma flor a Buda.
O iluminado tomou-a em suas mãos,
transformou-a em pássaro
e soltou-o.

A criança feliz, batia palmas
e gritava:
-De novo! De novo!



Saboro Nossuco


3.

Jesus amava tanto os passarinhos
que quando reencarnou em São Francisco
foi imediatamente reconhecido por eles.




Saboro Nossuco


4.


- Mestre, o que é este vazio na mente
ao qual o senhor sempre se refere?
- Não enche!
- Por favor, mestre, me explique.
- Porra, que saco! Estás vendo aquele balde?
- Sim.
- O que tem dentro dele?
- Nada. Está vazio.
- Então aproveita, vai me buscar água e
reflete sobre esta explicação.
O discípulo rapidamente volta com a água:
- Aqui está, mestre.
Mas dá para me explicar a explicação.
- Ah, vai comer capim!
- Por favor, mestre!
- O que usaste para trazer a água para mim?
- O balde.
- Que parte do balde?
- A parte de dentro.
- Onde estava o vazio?
- Claro.
- Então é ali que está a utilidade do balde.
O discípulo beijou as mãos do mestre
e caiu em profundo e revelador silêncio.



Saboro Nossuco
a
a

1 Comentários:

Às 07 dezembro, 2008 , Blogger Curitiba é um copo vazio cheio de frio disse...

Ô, Polaco!
Tá lendo teus emails?
Bjo no Saboro Nossuco,
Bárbara

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial