polacodabarreirinha

Poesia, música, gracinhas e traquinagens

sexta-feira, dezembro 05, 2008


Saboro Nossuco viveu em muitos lugares quando criança e, àquelas alturas, promoveu muita baixaria. Viciado em paçoquinha, pode-se dizer que teve uma infância turbulenta e pautada pelo risco de vida. O cara era de morte. Sua juventude foi uma reviravolta completa. Viciou-se em trepadeiras
e comeu todas que viu pela frente.
Até hoje continua vegetariano, mas não deixou de lado os prazeres da carne. Principalmente, depois que construiu seu templo na Barreirinha. Ermitão por compulsão, tem uma certa propensão a ficar só quando não está acompanhado. Tem demonstrado certa agressidade depois que aprendeu a latir, morder e mijar pelos cantos. Ultimamente viciou-se novamente, agora, em presentes e oferendas.
a
aa
a
Poeminhas para meditação


1.

- Mestre, se eu entendi o que o senhor disse, o passado é a escola do futuro?
- ...
- Então também é verdade que o revolucionário é mestre do conservador.
- ...
- Mas como identificá-los sem cometer erros?
- ...
- Ah, tenho que encontrar a resposta em mim mesmo?
- ...
- E sempre que eu errar é porque tentei acertar?
- O bem é mestre, o mal nos dá uma lição.
- É isso!! O contrário também é verdadeiro. Estou ficando bom, hein, mestre?
- Isso é mal.


Saboro Nossuco


2.


- Mestre, todas essas leituras me confundem.
- Que ótimo!
- Fazem eu me sentir desorientado.
- Maravilha!
- Me dão vontade de pular num abismo.
- Sensacional!
- Acho que vou desistir.
- Viva!
- Não consigo entender vocês.
- Do caralho!
- Tem horas que isso aqui me dá nojo.
- Beleza!
- Mas que merda! O senhor só fica me gozando!
- Perfeito!
- Não dá pra conversar com o senhor!
- Volte sempre.
- Ah vá tomar banho!
- Vou fazer isso agora mesmo. Genial!


Saboro Nossuco


3.

- Onde as armas são grandiloqüentes o silêncio é de morte!
- Mas, mestre, treinamos artes marciais até a exaustão. Isto não nos transforma em armas?
- Alguns de vocês são mesmo!
- Não é contraditório?
- Até que não.
- Como assim? Não é o caminho da morte?
- Da vida.
- Então, é melhor ficar em paz?
- Sem dúvida.
- Ah, nem vou mais treinar, mestre!
- Quer morrer de tanto levar porrada?



Saboro Nossuco



4.

- O que mais nos perturba
a imagem que fazemos de nós mesmos
ou o que vão dizer os outros?
O que mais nos perturba
a alegria dos vizinhos
ou a riqueza dos parentes?
- Tudo isso me perturba igual, mestre!
- Sofres muito?
- Muito e cada vez mais.
- Você é uma piada ambulante.
- Por que me envergonhas diante da classe, mestre?
- Pra você aprender a deixar de ser filho da puta.
- O senhor está me desrespeitando.
- Até que não.
- Todos são testemunhas!
- De quê?
- De que me ofendeste.
- Quando?
- Agorinha.
- Não me lembro.
- Mas todos aqui lembram.
- Inclusive, tu?
- Eu, principalmente.
- Parabéns, aprenderam!


Saboro Nossuco



3 Comentários:

Às 05 dezembro, 2008 , Anonymous Anônimo disse...

Ahahahahah, genialíssimo! Bravo!

Ruga, o verdadeiro.

 
Às 06 dezembro, 2008 , Anonymous Anônimo disse...

vai te a la bailia, seu ruga falso e panaca!!!
...e com essa frase nosso veneravel Saboro saberá quem é o verdadeiro Ruga.


ruga

 
Às 06 dezembro, 2008 , Anonymous Anônimo disse...

vai tenho que concordar com o panacão...sensa sensei!!!


ruga

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial