polacodabarreirinha

Poesia, música, gracinhas e traquinagens

sexta-feira, abril 03, 2009



Saboro Nossuco, muita vez, caminha de madrugada pelas cercanias de seu modesto templo na Barreirinha. Único bairro que, segundo ele, não tem população bairrista em Curitiba. “Os polacos da Barreirinha são uma espécie de rara extirpe.” Diz e toda vez que diz isso, ri. Ri como se risse de si mesmo.
Mas, voltando ao assunto, dias desses, foi durante a lua cheia, encontrei-o pensativo, de dedo em riste, apontando para a Lua.
- Boa noite, Mestre!
- Muito boa.
- Lua maravilhosa, hein!?
- Eu estava fazendo cócegas nela.
- ...?
- Mas parece que ela não sente.
Disse isso e com o dedo começou a lhe fazer cócegas novamente. Para mim, aquela cena era algo totalmente incompreensível. Mas não perdi o prumo:
- Alguma vez, ela já sentiu cócegas, Mestre?
- Como posso saber? Eu tenho muitas outras coisas pra fazer!
Levantou-se, me contou 4 histórias e, lépido, desapareceu entre as sombras.


1.

Mestre To Fui era de uma bondade inenarrável e fez milagres em suas andanças pelo mundo. Muito se dizia dele, a ponto de já não se saber o que era verdade e o que não. Kwa Kin, discípulo de Mestre Bo, curioso como todo jovem inteligente, dedicou-se a compilar todas as histórias que se contavam.
- Mestre Bo, ele foi verdadeiramente um santo.
- Parece que sim.
- O senhor o conheceu pessoalmente?
- Parece que sim.
- Como assim, parece?
- É que, quando ouço falar dele, me escapa a pessoa que conheci.
- Entendi, exageram muito. É isso que o senhor está dizendo?
- Parece que sim.
- Mas eu conversei com várias pessoas que estiveram com Mestre To Fui e todas falaram a mesma coisa. Isso já não prova a autenticidade de seus feitos?
- Parece que sim.
- Eu me dou por satisfeito, não tenho mais dúvida nenhuma.
- Parece que não.

Saboro Nossuco


2.

- O que diferencia a vida da morte, Mestre?
- A impossibilidade de ambas coexistirem.
- Mas isso não as diferencia, pelo contrário, torna-as exatamente iguais.
- Aí está a diferença!
- Mas como isso seria possível? Não há lógica no que dizes, Mestre!
- Eu já te dou uma lógica, bem no meio da testa.
Quando percebe que o mestre cuspiu e pegou um pedaço de pau, Wo Po, achando que ia ser descascado, sai em desabalada carreira. Na fuga, encontrou Mestre Tai Ko, que o estaqueou:
- Foges da vida ou da morte?
- De Mestre Wu.
- Então estás morto.

Saboro Nossuco

3.

- Mestre, como é estar com uma mulher?
- É como estar com um pé no céu.
- Entendo. O senhor teve filhos?
- Talvez.
- Mas não cabe ao pai criá-los e educá-los?
- É possível.
- Então o senhor não cumpriu com os seus deveres.
- É bem capaz.
- Perdoa-me, Mestre, mas acho que sua integridade espiritual está comprometida.
- Provavelmente.
- E isso não o diminui diante dos outros mestres?
- O que ouviste dizer?
- Que és inabalável como uma rocha, que os pássaros silenciam para ouvi-lo falar, que tens um coração do tamanho do mundo.
- Que te parece?
- Que nada do que eu disse faz sentido.
- Então vai estudar, meu filho!

Saboro Nossuco


4.

- Mestre, descabelei o palhaço!
- Boa!
- Mas me sinto envergonhado.
- Então vai cagar no mato.
- Sério, Mestre. Me deu uma certa frustração.
- Só porque passaste a mão na cara, não quer dizer que sejas um anormal.
- Mas por que me senti tão mal?
- Remorso. Provavelmente és tão ruim de cama que não satisfizeste tua parceira.

Saboro Nossuco





9 Comentários:

Às 03 abril, 2009 , Anonymous flavio scoretto disse...

Maravilha, velho! Putz.

 
Às 03 abril, 2009 , Anonymous Anônimo disse...

O Saboro é o cara mais loucamente genial desse mundo. Pra quando é o livro mesmo?

Beto

 
Às 03 abril, 2009 , Anonymous Anônimo disse...

O quarto me pôs de quatro. Abraço.

Sérgio

 
Às 03 abril, 2009 , Anonymous Anônimo disse...

kkkkkkkkkkkkk
Me diverti pra caralho. Esse japonês polaco não é fácil.

 
Às 03 abril, 2009 , Anonymous Anônimo disse...

Saboro no suco é um Japolonês!
Abraço pra todas as entidades que habitam o polaco louco.
Gafanhoto

 
Às 03 abril, 2009 , Anonymous Anônimo disse...

è, eu sei que tenho muito q aprender, mas sei tb q o saboro encurta minha caminhada. amo esse cara.

renato

 
Às 03 abril, 2009 , Anonymous Anônimo disse...

O Saboro é 110%.

 
Às 03 abril, 2009 , Anonymous Anônimo disse...

O Saboro é 110%.

 
Às 03 abril, 2009 , Anonymous Anônimo disse...

Idem, idem, idem!

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial