polacodabarreirinha

Poesia, música, gracinhas e traquinagens

segunda-feira, abril 10, 2006

pra falar de amor

a mosca metamorfoseia
a larva de sua lavra
e todos os filósofos juntos
no amor que me norteia
não valem uma palavra

mas sem mudar de assunto
amor te amo tanto, tanto
nenhum livro quebra o encanto
nenhum sábio sabe quanto
um sabiá sabia no seu canto

Édson e Thadeu

9 Comentários:

Às 10 abril, 2006 , Anonymous Anônimo disse...

o solda me deu a dica:

http://www.krugerstars.com/

sensacional


Rodrigo

 
Às 11 abril, 2006 , Anonymous catatau disse...

com toda certeza...

 
Às 11 abril, 2006 , Anonymous Anônimo disse...

como sempre...maravilhoso..um lindo dia pra vc..bjo

angela

 
Às 11 abril, 2006 , Anonymous Edilson Del Grossi disse...

poema p/ morrer de amor...
ou p/ cair matando

 
Às 12 abril, 2006 , Anonymous Anônimo disse...

Lindo, engraçado, sonoro, maravilhoso!!!!

BB

 
Às 12 abril, 2006 , Anonymous Anônimo disse...

Que belo poema, Thadeu, daqueles que ficam pra sempre.

Abração

Júlio Okada

 
Às 12 abril, 2006 , Anonymous Anônimo disse...

Melhor, só morrendo de amor.

Helena Maria

 
Às 12 abril, 2006 , Anonymous Anônimo disse...

Beleza de encher o olho dágua.

 
Às 12 abril, 2006 , Blogger polacodabarreirinha disse...

Bom ver você por aqui, Edilsão, é, esse dá pra cair matando. Eu e o Edson estamos com o nosso livro pronto e vc é um dos nossos convidados especiais para a festa.
Vamos lançá-lo ainda este ano, é só pintar uma grana, que o troço vai.

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial