polacodabarreirinha

Poesia, música, gracinhas e traquinagens

segunda-feira, julho 28, 2008


Narciso de Bunda Suja


Nasceu velho e sem pudor nenhum

Exibicionista que nunca se enxergou

Amigo público nº 1 de si mesmo

Mas morreu sem rir da última piada, triste,

Com todo o peso da irresponsabilidade


Thadeu, Édson, Capetão




0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial