polacodabarreirinha

Poesia, música, gracinhas e traquinagens

quarta-feira, novembro 26, 2008



K2


do alto da montanha mais alta
avistam-se inescaláveis horizontes
tudo aquilo que ao homem falta
abre-se como bênçãos aos montes

o corpo, como a montanha, cai,
cede aos desmandos do tempo,
contudo, esse espírito que dele sai
vai falar maravilhas desse momento

e se Deus, do alto de suas alturas,
quisesse ao altissimo k2 descer,
creio que até as almas mais impuras,
subiriam para não vê-lo padecer

tão bela seria a sua visão da Terra
que por certo encontraria quem erra,
ferindo o corpo nas escarpas da carne,
para recriá-lo em luz, beleza e charme!

(thadeu w e plínio)

2 Comentários:

Às 26 novembro, 2008 , Anonymous flavio scoretto disse...

Magnífico!

 
Às 12 abril, 2009 , Anonymous catatau disse...

muito bom!

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial