polacodabarreirinha

Poesia, música, gracinhas e traquinagens

sexta-feira, janeiro 09, 2009




vida embriagada

fugi pra onde te conheci
você percebeu que eu te percebi
disse oi na chegada e
vem cá na saída
único amor da minha vida embriagada

passei por cima do seu cadáver
e vi que você ressuscitou
subiu aos céus da minha vida
daqui não sai
daqui ninguém te tira
único amor da minha vida embriagada

(thadeu w, marcos prado e walmor goes)

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial