polacodabarreirinha

Poesia, música, gracinhas e traquinagens

sexta-feira, fevereiro 20, 2009




O Tao Feminino

para Marina Solda


O que nunca morre é espaçotempo
mas pode chamá-lo de Mamãe.
Quem nunca abandona esta mulher
o Céu e a Terra fecunda.

Suave é o seu poder
sempre e sempre a nos amamentar.
Desça - ela estará lá.
Suba - ela o tomará no colo.

Lao Tsé

a
by Centurião, Roberto Prado e Thadeu W


2 Comentários:

Às 20 fevereiro, 2009 , Blogger claudio boczon disse...

bela homenagem,

não a conheci, mas tomando pelo Solda e, como dizem que o bom fruto nunca cai longe do pé...

abraço

 
Às 21 fevereiro, 2009 , Blogger polacodabarreirinha disse...

Sem dúvida, Cláudio. um grande abraço pra vc também.

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial