polacodabarreirinha

Poesia, música, gracinhas e traquinagens

quinta-feira, fevereiro 19, 2009


Saboro Nossuco, depois de um longo período de reflexão, jejum, isolamento e leitura, saiu do seu templo na Barreirinha e tem sido visto pregando no deserto pelas ruas de Curitiba.



1.

Dia desses, o Saboro Nossuco recebeu a visita ilustre de um pardal em seu templo.


- Gostaria de saber cantar melhor.
- Eu também.
- Há jeito?
- Quem sabe, mas leva tempo.
- Podemos começar agora?
- Podemos.
- Quero cantar como cantam os pintassilgos.
- Mas você é um pardal.
- Então quero ser um pintassilgo.
- Aí, não tem jeito.
- Afinal, és ou não és um mestre?
- Fui!

2.

Saboro Nossuco, quando não está fazendo nada, tudo pode acontecer.
Eu estava lá certo dia e Saboro se deliciava olhando pro nada.
Eu falava, falava, falava e ele nem aí.
Depois de um tempo, me indignei
:



- Cansei de falar sozinho!
- Achei boa a nossa conversa!
- Mas você não disse uma palavra...
- Não foi preciso.
- Como assim?
- Não há como.
- Desde quando?
- Desde sempre.
- Onde já se viu uma coisa dessas?
- Em tudo.
- Com quem você aprendeu isso?
- Com essas pessoas que ficam falando, falando, falando.

3.

- Mestre, tive uma iluminação.
- ...!
- Aliás, não uma, duas.
- ...!!
- Estou muito orgulhoso.
- ...!!!
- Finalmente aprendi.
- ...!!!!
- Agora eu o entendo melhor.
- ...!!!!!
- Achas que eu já sou um mestre?
- ...??????
Suey Hun saiu dali e foi direto ocupar seu lugar entre os outros discípulos.
- Mestre Wu ficou admirado quando lhe contei sobre as minhas duas iluminações.
- O que ele te disse, Suey?
- Não disse nada.
- Então como sabes que ele ficou admirado?
- Porque ao fitá-lo tive uma terceira iluminação.
- Ensina-as pra nós então.
- ...!


4.

- Vocês não se esforçam o suficiente!
- Quanto é o suficiente, Mestre?
- Vou me esforçar ao máximo para lhe explicar!
- É tão difícil assim?
- O suficiente.

Saboro Nossuco

3 Comentários:

Às 19 fevereiro, 2009 , Anonymous ninguém disse...

Que do caralho, Polaco, esses quatro textos. Eu já tava com saudade do Saboro.

 
Às 19 fevereiro, 2009 , Anonymous Anônimo disse...

Você não ia lançar em livro os koans do Saboro? Estou aguardando.
Abração

Beto

 
Às 22 fevereiro, 2009 , Blogger Lucas Jeison disse...

Sensacionais os textos! Também estou no aguardo de um livro do Saboro:)
Abraço!

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial