polacodabarreirinha

Poesia, música, gracinhas e traquinagens

segunda-feira, abril 17, 2006


leio sempre que posso
mas não tanto quanto gosto
é um grande negócio ler
todo bom autor sem querer
acaba virando meu sócio
é que as boas idéias ensinam
divertem, educam, brincam
mas o melhor da obra prima
vem quando a leitura termina
tenho a alma a salvo do perigo
e no mundo um grande amigo


Thadeu

8 Comentários:

Às 17 abril, 2006 , Anonymous Anônimo disse...

Du caraio. Na veia.

Abração

Maurício

 
Às 17 abril, 2006 , Anonymous Anônimo disse...

Quem não gosta de ler bom sujeito não é, é ruim da cabeça e não come mulher.

Beto

 
Às 17 abril, 2006 , Anonymous Catatau disse...

e as leituras do Catatau, como estão?

 
Às 17 abril, 2006 , Anonymous Anônimo disse...

vao si fudÊ...

rUGA

 
Às 17 abril, 2006 , Blogger polacodabarreirinha disse...

Sempre passo lá no blog e no livro.
Adoro ler o Catatau, abro em qualquer página e me deixo levar. Gosto de relembrar as histórias que o Paulo me contou sobre cada parte do livro. Uma vez ficamos eu, ele e o Walmor tarde, noite, madrugada e parte da manhã, conversando, bebendo, cantando e compondo. O Leminski estava muito inspirado e rimos a noite toda. O Leminski também gostava de abrir o livro a bel prazer e ler em voz alta. Ele se divertia muito com isso e alternava a leitura com adendos maravilhosos e engraçados.
Ele se doava todo em cada detalhe. Por isso às vezes choro, às vezes rio, quando me lembro dele. Foi um mestre, estrela de primeira grandeza. Generoso, magnânimo e beatífico. Como só um grande poeta consegue ser.

Grande abraço

Thadeu

 
Às 17 abril, 2006 , Anonymous Anônimo disse...

Está muito bem acompanhado Thadeu. Também gosto das obras de Leminski, Goethe, Maiakovski e Dalton Trevisan. Dia desses um professor universitário recitou, ao término de um colóquio, No Caminho Com Maiakovski. Na dúvida, este disse que tal poema pertencia a Maiakovski ou a Dostoievski. Suspiros no auditório. Que desastre! Detive-me por alguns minutos e logo gritei: “Eduardo Alves da Costa”.

Kleyton

 
Às 17 abril, 2006 , Blogger polacodabarreirinha disse...

Pois é, Kleyton, esse poema já gerou muita confusão. Mas o professor deveria saber, né?
Ainda bem que tinha você lá para colocar a casa em ordem. E já que concordamos com alguns autores apoveito para parabenizá-lo pelo bom gosto (rsrsrs).

Abração

Thadeu

 
Às 19 abril, 2006 , Anonymous Anônimo disse...

Tirar foto com classicos é mais velho que aeromoça do 14 bis...

Sai dessa bigode

Bocudo

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial