polacodabarreirinha

Poesia, música, gracinhas e traquinagens

terça-feira, outubro 21, 2008

amor impróprio


sete flechas de cupido

me pegaram para são sebastião

sete pragas do egito

a um homem bastarão


e agora, josé, como é que eu fico

todo vazado de paixão?

eu que era tão bonito

perdi pro tempo a feição


tantas me fizeram feliz

quantas foram as que eu quis

ninguém se sente mais traído

do que eu o estúpido cupido



thadeu e sérgio viralobos


0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial