polacodabarreirinha

Poesia, música, gracinhas e traquinagens

segunda-feira, outubro 20, 2008




ANJINHO CAIDAÇO


Portal branco, telha preta
Feito missa na falseta,


No cu do Judas, um açoite,
Rua branca e eis a noite!

Vila de casas estranhas,
Arcanjos pelas persianas.

Mas, num beco, nesse instante,
Chega mau e tiritante,

O anjinho breu. “Deus me acuda,
Já manjei muita jujuba!”.

Faz cacaca e zapt! Chispa,
Mas a caca, merda à vista,

Para a lua após exame
Tal cloaca caga sangue!




Arthur Rimbaud




By Thadeu W, Ivan Justen e Sérgio Viralobos


0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial